Prefeitura marechal
busque por título

Arquitetura + Engenharia com Rilbert Sullivan

29/06/2020 às 21:32

Época de chuva: como proteger sua casa?

 
Época de chuva: como proteger sua casa?


A temporada de chuva chegou, e com ela vem à preocupação. A chuva pode causar vários problemas em uma casa, desde pequenos (goteiras e infiltrações), até os grandes (desabamentos e alagamentos).

Lembrando que toda manutenção deve ser feita quando não estiver chuvendo. Também daremos dicas para que você consiga atravessar a temporada de chuva da forma mais tranquila e segura possível, alguns serviços precisaram de um profissional. Confira!

1. Telhas cerâmicas e fibrocimento

As telhas podem quebrar e sair do lugar com as fortes chuvas. Uma boa dica é olhar o telhado por baixo e verificar se há pequenas entradas de luz. Inspecione também se há pontos de umidade ou manchas no forro da casa.

Verifique se há limo nas peças, principalmente as de cerâmica, porque esse bolor causa grande fragilidade. Além disso, o limo escurece as telhas e deixa o telhado com aspecto de velho e malcuidado. A boa notícia é que ele pode ser retirado com cloro.

Telhados de fibrocimento e concreto são mais resistentes a chuvas e ventos, mas também precisam de manutenção: devem ser lavados com jatos d’água de alta pressão e, caso apresentem rachaduras, elas podem ser reparadas utilizando fitas adesivas betuminosas.



Fonte: autor desconhecido.


2. Limpeza das Calhas

Nas calhas, é preciso fazer a vistoria a cada seis meses. Com o auxílio de uma escada, verifique se há acúmulo de folhas na estrutura. A dica é válida, especialmente, em lares que possuem árvores próximas. Usando uma mangueira você pode remover os detritos restantes da calha.

Se preferir, cubra a calha com uma rede, assim você evita a entrada de folhas que poderão obstruir o caminho das águas da chuva. Outra indicação é fazer a poda constante das árvores da sua calçada ou do seu quintal.


Fonte: autor desconhecido.

3. Ralos e grelhas

Eles podem acarretar um alagamento na sua casa, caso você não se preocupe com os ralos. Com o grande volume de água na tubulação, a água pode “voltar” pelos ralos, alagando a casa. O ideal é desentupir o ralo, retirando as grelhas e colocando uma mangueira ligada na tubulação, fazendo com que a sujeira escoe, desentupindo.

O que geralmente deixa os ralos entupidos são folhas que caem de árvores, linhas de costura, poeiras acumuladas, cabelo, entre outros.


Fonte: autor desconhecido.

4. Teto

Você já reparou algumas manchas escuras no teto de casa logo após as chuvas? Se sim, isso significa que está havendo infiltração. Para solucionar, primeiro, visualize a origem do problema. Com o teto bem seco, misture agua e cloro/hipoclorito, passe sobre as manchas no teto.

Se o teto começar a descascar ou criar bolhas. Pegue uma pá de construção ou uma lixa, raspe o lugar e retire todas as partes escuras. Em seguida, passe massa corrida. Lixe para que a sua parede volte a ficar limpa novamente e, finalmente, pinte com tinta acrílica com brilho para tetos.



Fonte: autor desconhecido.

5. Paredes

Já se a infiltração atingir as paredes localize a origem (pode vir do piso ou teto), retire o reboco e passe impermeabilizante. Então, aplique novo reboco, juntando um pouco de impermeabilizante à massa. Aplique massa corrida e pinte com tinta acrílica e com brilho específica para parede.



Fonte: autor desconhecido.


6. Piso

Outro problema comum em piso, é a falta de caimento ideal para que ajude a água da chuva escorrer até o ralo. Isso faz com que a água se acumule em poças em cantos e cause diversos problemas. A água acumulada pode ainda facilitar o aparecimento de infiltrações ou outros problemas como mofo.

A solução é retirar o revestimento antigo e nivelá-lo com cimento para que o fluxo de água siga diretamente para o ralo. Se notar que o rejunte perdeu a vedação, pode-se reaplicá-lo. Basta seguir as instruções da embalagem do produto.



Fonte: autor desconhecido.


Solução para reaproveitar e drenar a água da chuva:

PISOS DRENANTES

Aposte em pisos drenantes para enfrentar, sem preocupação, uma chuva forte. Eles absorvem o volume de água, reduzindo a velocidade com que essa vazão chega na rede pública.

Isso acaba sendo bastante benéfico para as cidades, pois reduz a chance de enchentes que causam tantos estragos e sofrimentos. A vantagem é que há pisos, marcas e modelos diferenciados que, além de proteger, vão embelezar sua casa.

Na hora da instalação, é preciso que esse revestimento seja assentado em um solo que contenha uma camada de brita grossa, uma camada de brita fina e um banco de areia, pois só assim a água será absorvida.







Fonte: autor desconhecido.

JARDINS

Áreas externas com jardins são importantes para coletar chuva: a água é absorvida pelo solo e demora mais tempo para chegar à rede pública. Todavia, é preciso que essa infiltração da água ocorra de forma correta para que o jardim não fique encharcado e destruído após uma chuva muito volumosa.

Dessa forma, é importante que ele possua tubos específicos para a absorção dessa água que será levada para o sistema de águas pluviais; assim, uma parte é absorvida pelo solo e outra, coletada diretamente.


Fonte: autor desconhecido.

COLETA DA ÁGUA

Você pode ainda planejar uma cisterna do lado de fora da sua casa para a coleta de água da chuva: nela, a água vem direto da calha, é armazenada e pode ser usada depois para a limpeza de quintal, garagem, e rega de plantas e jardins.


Fonte: autor desconhecido.


Gostou? Algum desses problemas acontecem na sua casa? Agora você sabe como solucioná-los!

Deixe seu comentário, sugestão ou duvidas sobre (arquitetura, engenharia e construção civil).

Continue acompanhando os próximos conteúdos de Arquitetura + Engenharia.

 

Deixe seu comentário

0 comentários

.