Prefeitura marechal
busque por título

Blog do Popa

22/02/2021 às 13:36

MP ELEITORAL É CONTRA NOVAS ELEIÇÕES EM MARECHAL DEODORO

 
A procuradora Regional Eleitoral Raquel de Melo Teixeira encaminhou parecer ao TRE considerando “improcedente” o recurso contra a expedição do diploma ao prefeito Cacau (do cacau?) de Marechal Deodoro e ao vice-prefeito Valter Avelino.

Ou seja: devem ser mantidos os resultados das urnas.

Os advogados de Júnior Dâmaso, derrotado duas vezes por pouquíssimos votos, defendem a tese do “terceiro mandato do mesmo núcleo familiar”, envolvendo o vice-prefeito reeleito, Valter Avelino de Alcântara.

Segundo o recurso, o vice foi eleito em 2016, ocupando a vaga da irmã dele, que já era vice de Cristiano Matheus. Seria, então, o segundo mandato do mesmo núcleo familiar – o que a legislação admite; o terceiro, que teria ocorrido no ano passado, não é admitido pela legislação – o que seria o caso apontado.

A representante do MPF na Justiça Eleitoral local diz que a tese não se aplica Marechal Deodoro, mas ressalva:

“Caso o egrégio TRE/AL acolha a causa de inelegibilidade reflexa por parentesco de Valter Avelino de Alcântara, manifesta-se o Ministério Público Eleitoral pela manutenção do diploma ao titular Carlos Alberto Ayres da Costa, por se tratar de inelegibilidade individual do vice-prefeito”.





Com o Blog do Ricardo Mota  

Deixe seu comentário

0 comentários