Prefeitura marechal
busque por título

Conversa com Williams Junior

15/07/2019 às 23:47

Os desafios da entrevista de emprego!

 A Psicóloga Vitória Guilick fala sobre os desafios de ficar frente a frente com o entrevistador, e a melhor maneira de se comportar em uma entrevista de emprego e como não cometer erros ao montar seu curriculo.
 
O mercado de trabalho em Alagoas, tem suas nuances. Ora presa por perfis definidos, julgados pela experiência, ora pela flexibilidade de perfis generalistas, inclusive sem que seja necessário a experiência prévia. Nesse cenário, o que percebemos na área de Recrutamento e Seleção, são candidatos extremamente despreparados. A começar pelo currículo que deveria ser a sucinta carta de apresentação e passa a ser apenas um meio de possibilitar oportunidade em qualquer processo seletivo, sem que haja um foco ou direcionamento. Quando não faltam informações fundamentais, como bairro, telefone e até o próprio nome do candidato; noutros casos, as informações são em excesso, o que deveria ser um documento simples, passa a ser quase que um capítulo de autobiografia.

Na entrevista presencial, as dificuldades continuam. Em sua maioria, os candidatos não sabem enaltecer suas competências. Mesmo os que já tiveram experiência, deixam um pouco a desejar. Se concentram em falar sobre suas necessidades pessoais, criticar a falta de emprego e até apelar pelo emocional. Mas, assim que confrontados, quanto as habilidades e conhecimentos, não sabem o que declarar.

Enquanto profissional da área, sinto a necessidade de realizar uma preparação prévia: antes da entrevista individual, num momento em grupo, esclareço o que vou precisar saber na durante a entrevista individual, como as necessidades contratuais da empresa, embasada na legislação vigente. Dessa maneira, conduzo meu processo seletivo, deixando claro para o candidato que ele é um “vendedor” de seus próprios serviços e que estou querendo realizar uma compra, entretanto, só vou “comprar” o que a empresa necessitar; faço o feedback na entrevista e estipulo um curto prazo para convocação, na intenção de minimizar expectativas e conduzir o processo de maneira ética e sem gerar grandes custos, para os até então desempregados.

Meu conselho aos futuros candidatos, é que analisem as vagas que se enquadram em seu perfil profissional, respeitando as exigências das mesmas. Caso tenham dificuldades, busquem profissionais que possam lhes dar direcionamento.

Vitória Guilick
Direcionamento de Carreira, Recrutamento e Seleção
Psicóloga, Analista de Recursos Humanos
Esp. em Direito do trabalho e previdenciário
MBA cursanda em Gestão de pessoas, Indicadores e Coaching
Vivência em Treinamento e Desenvolvimento de equipes e líderes
 

Deixe seu comentário

0 comentários