Prefeitura marechal
busque por título

SEGURANÇA NA REAL COM SOLDADO AZEVEDO

18/09/2019 às 18:03

DEPUTADO CABO BEBETO PEDE EM PLENÁRIO, URGÊNCIA NA APROVAÇÃO DAS LEIS QUE BENEFICIAM OS MILITARES DO ESTADO

 
No dia de ontem aconteceu na Assembléia Legislativa,
uma discussão sobre os PL's (Projetos de Lei) que tem como objetivo atender algumas demandas de Policiais e Bombeiros Militares do Estado de Alagoas.
Dentre os projetos discutidos na ALE estão a lei de promoções, a verba para as unidades especializadas e o adicional de compensação orgânica para os componentes do patrulhamento aéreo da Secretaria de Segurança Pública.
Na oportunidade, o Deputado Estadual Cabo Bebeto falou que abrirá mão de suas emendas para que os PL's não tenham que ser submetidos a mais análises e possíveis vetos, o que atrasaria ainda mais a aprovação de tais leis. "Eu estou retirando todas as minhas emendas de todos esses projetos e vou pedir a todos os meus colegas (deputados) que aprovem todos esses projetos do jeito que foram apresentados pelo Executivo, porque não quero carregar comigo uma desaprovação dessa lei",disse o deputado do PSL. O que ocorre é que tais projetos já são pauta das reivindicações da classe há muito tempo, e de acordo com o discurso do Cabo Bebeto no plenário da ALE, implementar emendas neste momento poderá atrasar ainda mais a aprovação das leis . Os projetos foram enviados ao Governo do Estado e retornaram agora para a apreciação do legislativo e aguardam aprovação.
A alteração na lei de promoções que é vista por muitos militares como o principal pleito da classe, sendo aprovada, irá modificar o tempo necessário para a mudança de graduações e postos. O interstício para que um soldado seja promovido a cabo, por exemplo, será de cinco anos e não mais dez, como é estabelecido na lei atual.
Se todos os projetos forem aprovados, as verbas para as unidades especializadas também sofrerão alterações e seus valores serão reajustados para todos os postos e graduações, tal como o adicional de compensação orgânica que será implantado para os membros do patrulhamento aéreo.
A previsão é que até o final desse mês os PL's com as demandas dos militares sejam votados na Casa de Tavares Bastos. 

Deixe seu comentário

0 comentários