Prefeitura marechal
busque por título

SEGURANÇA NA REAL COM SOLDADO AZEVEDO

30/08/2019 às 17:10

POLICIAL MILITAR DA BAHIA (DE FOLGA) DETÉM ASSALTANTE E É 'ESCULACHADO' POR CASAL.

 
Essa semana circulou em diversas redes sociais um vídeo mostrando a reação de um casal, após um policial militar, em pleno dia de folga, deter um ladrão que tinha acabado de cometer um furto em um mercado na cidade de Itabuna na Bahia. Na filmagem pode se perceber a revolta do casal, que questiona a prisão do autor do furto. "Não importa se ele roubou", foi uma das afirmativas da mulher, que alegou posteriormente que o militar teria usado de força desnecessária na contenção do detido. Ela é apresentadora de um programa em uma emissora de TV local (segundo informações de diversos sites, a jornalista foi afastada de suas funções após o episódio), e em alguns momentos ofende o militar e em outros acontecem agressões físicas entre seu esposo e o policial.

A PMBA VAI APURAR O CASO

A Polícia Militar do Estado da Bahia vai apurar o ocorrido. Diversas Associações Militares daquele Estado se solidarizaram e demonstraram apoio ao policial através de notas oficiais.

OPINIÃO

Toda essa situação, só mostra o quanto os policiais, sejam militares ou não, estão expostos a uma realidade ameaçadora para aqueles que defendem com o risco de perder a própria vida, a manutenção da lei e da ordem. A inversão de valores que existe em parte da sociedade, é uma afronta a segurança pública. Tratar bandido como mocinho e aqueles que se arriscam diariamente em prol da segurança como vilões é tentar defender o indefensável. Bandido é bandido.
O policial militar que deteve o assaltante estava de folga, sozinho, sem colete, e sem apoio algum. Poderia muito bem não agir (ainda assim podendo responder por prevaricação) mas optou em fazer valer seu juramento de proteger a sociedade.
E se o autor do furto estivesse armado? E se houvesse mais alguém dando apoio ao ladrão?

O policial agiu com bravura!

É triste ver pessoas com um tipo de postura contrária a manutenção da ordem. Pessoas que preferem criticar um ato de coragem como o desse militar que se arriscou para fazer valer sua missão. Se no entendimento do casal houve excesso, bastava acionar uma guarnição da polícia para que resolvesse a situação. Mas ao contrário disso, o casal optou em se envolver diretamente, se colocando em risco e oferecendo risco a outras pessoas.
Em situação como esta, o nível de estresse para quem está sozinho e desprotegido, como foi o caso desse policial, é altíssimo. O perigo era iminente e a atitude desse casal foi altamente irresponsável.

Deixo aqui minha solidariedade ao militar e também meu reconhecimento por seu ato de coragem. Mesmo vivendo em um mundo onde a polícia é tantas vezes rotulada pejorativamente, ele não abriu mão de cumprir sua missão.

Link com o vídeo: https://youtu.be/7Zi2M6Y3JNY

FORÇA E HONRA! 

Deixe seu comentário

0 comentários