Prefeitura marechal
busque por título

Alagoas

Cada Minuto

28/03/2021 às 18:00

Moradores são retirados de casas após Rio Jacuípe transbordar; volume de água é monitorado

 

(Créditos de imagem: Defesa Civil )

Moradores que residem as margens do Rio Jacuípe foram retirados dos imóveis, na tarde deste domingo (28) depois que o nível subir e transbordar. Equipes do Corpo de Bombeiros estão auxiliando na saída dos moradores do local para evitar um desastre maior.

A Defesa Civil do município solicitou apoio das equipes de Corpo de Bombeiros. Segundo informações de moradores, o volume de água subiu e algumas residências já foram afetadas. De acordo com a Sala de Alerta da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), é necessário o monitoramento constante do Rio Jacuípe, que se encontra elevado.

O nível atual é de 525 cm, com tendência para este volume subir. O nível de Atenção e de Alerta para transbordo para o Rio é de 460 cm e 560 cm, respectivamente.

A previsão estima condições atmosféricas favoráveis a ocorrência de chuva de intensidade moderada à forte para as regiões do Litoral, em especial o Litoral Norte e para Região da Zona da Mata. Segundo o Alerta, Pancadas intensas podem provocar alagamentos em áreas vulneráveis com deficiência de drenagem, principalmente em áreas urbanas impermeabilizadas, transbordamento de pequenos riachos e movimentações de massa em áreas de encosta.

Os meteorologistas da Sala de Alerta seguem monitorando o volume de chuvas que Alagoas vem recebendo. “Alteramos o status de Aviso para Alerta Meteorológico devido ao acumulado de chuvas em todo Norte do Estado, principalmente em Jacuípe, onde houve uma pancada forte de chuva nesta tarde e a cidade apresentou muitos pontos de alagamentos. Desde o início da manhã emitimos avisos via SMS aos moradores da região para a possibilidade de barreiras cederem no município, como veio a acontecer. Também informamos ao Corpo de Bombeiros para que uma guarnição pudesse ser encaminhada ao local para acompanhar a situação”, explicou o meteorologista e coordenador da Sala de Alerta, Vinícius Pinho. 

Deixe seu comentário

0 comentários