Prefeitura marechal
busque por título

Alagoas

Agência Alagoas

30/11/2019 às 06:11

Plataforma digital e-Ouv aproxima cidadão do Governo do Alagoas

 

(Créditos de imagem: Ellen Renata)

A Ouvidoria Alagoas disponibiliza, desde maio de 2019, a plataforma de atendimento online “e-Ouv Alagoas” que tem como finalidade receber elogios, reclamações, dúvidas, denúncias e sugestões dos cidadãos. A ferramenta funciona como uma ponte entre a população e o Poder Executivo Estadual e já recebeu mais de cinquenta manifestações desde sua implementação.


Além de ter o acesso facilitado através do projeto “Ouvidoria Itinerante”, que leva a ferramenta até os cidadãos a fim de aumentar sua participação no controle social, a população conta com esse sistema de atendimento online que permite sua atuação efetiva sem sair de casa.


A controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, ressalta a importância do canal para o bom exercício da cidadania, “É fundamental a aproximação entre o povo e o Estado para o efetivo trabalho dos órgãos estaduais, e a ouvidoria está aí para possibilitar e supervisionar essa comunicação” explicou.


População aprova plataforma


O aposentado Everaldo Quintela, de 62 anos, que buscou auxílio em um problema referente à emissão de seus documentos de identificação, avaliou a ferramenta como essencial no acompanhamento dos serviços oferecidos pelo Estado e direcionamento do cidadão para o setor responsável. “O trabalho da ouvidoria é de muita importância para o exercício da nossa cidadania, ter alguém a quem recorrer para acompanhar a qualidade do serviço oferecido para o povo é essencial” reforçou Everaldo, afirmando que voltaria a utilizar o serviço da ouvidoria.


As manifestações enviadas pelos cidadãos para a ouvidoria podem ser anônimas ou identificadas. Em caso de identificação, a ouvidoria tem o papel de atualizar o manifestante sobre o andamento de seu processo, já em caso de solicitações anônimas, ele recebe um código de acesso para poder acompanhar sua manifestação no portal.


O corretor imobiliário, Valney Maranhão, que conheceu a ferramenta através dos noticiários, elogiou a iniciativa do e-Ouv, “É um canal muito bom e importante para que as pessoas possam elogiar, sugerir e também reclamar, com certeza eu recorreria a ela por ser um meio de fácil acesso” disse.


A atuação da ouvidoria


As ouvidorias têm atuação em nível municipal, estadual e federal. Além de o recebimento, análise e encaminhamento de manifestações, o papel da ouvidoria é também mediar a comunicação entre cidadão e órgão estadual visando um atendimento efetivo, manter o cidadão informado sobre suas manifestações, cobrar respostas das unidades responsáveis pela solicitação, entre outras competências que se destinam a melhorar a relação público e setor público.


“Nosso objetivo é estimular a participação do cidadão facilitando sua comunicação com a gestão pública, além de mostrar que os serviços oferecidos pela Controladoria são acessíveis a todos.” destacou a controladora-geral, Maria Clara Bugarim.


A plataforma e-Ouv


Com o intuito de facilitar o acesso e democratizar ainda mais todo o trabalho da ouvidoria, O Governo do Estado, através da parceria Controladoria Geral do Estado (CGE) e Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec), desenvolveu com tecnologia alagoana, o que possibilitou um melhor controle do sistema, a plataforma online da ouvidoria, “e-Ouv”, que pode ser acessada através do link e-ouv.al.gov.br/.


Através dessa ferramenta, os usuários podem fazer todos os tipos de manifestações on-line, além de acompanhar as já registradas filtrando por órgãos e entidades. Ao registrar sua manifestação, os cidadãos devem aguardar até 30 dias pela resposta, sendo esse prazo prorrogável por até mais 30 dias se justificado.


“A intenção da plataforma é facilitar o dia-a-dia do cidadão, podendo ele, de sua casa, fazer sua manifestação e acompanhá-la. Esse contato do povo com o serviço público é muito importante para o fortalecimento da nossa democracia, e ficamos felizes em poder oferecer isso através de algo desenvolvido a partir de uma tecnologia genuinamente alagoana.” declarou Maria Clara Bugarim.  

Deixe seu comentário

0 comentários