Prefeitura marechal
busque por título

Alagoas

al24hs

11/05/2018 às 07:52

Servidores municipais de Maceió podem decretar greve geral a partir do dia 21 de maio

 

(Créditos de imagem: Assembleia de sindicato – Arquivo)

Após assembleia geral realizada na tarde desta quinta-feira, 10, os servidores públicos de Maceió decidiram que a categoria pode decretar greve geral a partir do dia 21 deste mês. Até lá, o Sindicato dos Servidores da Prefeitura (Sindspref) espera um posicionamento da prefeitura.

A categoria pede reposição salarial de 15,41%, equivalentes aos anos de 2015, 2016 e 2017. A Prefeitura, por sua vez, não divulgou qual a porcentagem está disposta a aplicar, mas sinaliza a impossibilidade de conceder o reajuste pleiteado, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

O encontro hoje serviu para discutir pleitos relacionados a reajuste salarial e melhorias da classe. De acordo com o presidente do sindicato, Sidney Lopes, até o momento a prefeitura, apesar de se dizer “aberta para negociação” não se encontrou com os representantes do movimento.

O sindicalista informou ainda que ficou decidido que amanhã será reenviado o ofício no qual a categoria solicita encontro com a gestão municipal para discutir a pauta. Esse ofício teria sido entregue originalmente no dia 30 de janeiro e depois em 04 de maio.

“Caso não tenhamos nenhuma resposta ou posicionamento da prefeitura até o dia 21 de maio, nós vamos realizar outra assembleia geral, com representantes de todos os sindicatos e decretar greve geral, por tempo indeterminado, já a partir deste dia”, falou o representante.

Ainda conforme Sidney, a prefeitura entra em contradição ao afirmar que o município não tem condições de dar o aumento solicitado, já que “estamos com os salários defasados desde 2015. Ele [o prefeito Rui Palmeira] fala em crise, mas gasta mensalmente quase oito milhões de reais com empresas terceirizadas”. 

Deixe seu comentário

0 comentários