Prefeitura marechal
busque por título

Alagoas

7 segundos

19/09/2020 às 07:22

Vans de transporte complementar devem parar na próxima terça-feira (22)

 

(Créditos de imagem: Divulgação )

O presidente do Sindicato dos Transportadores de Passageiros Complementares do Estado de Alagoas, Maercio Ferreira, confirmou ao portal 7segundos, na tarde desta sexta-feira (18), que os transportadores estão programando uma mobilização para a semana que vem. Eles solicitam que a ARSAL volte a intensificar a fiscalização contra os taxis que fazem lotação do interior para a capital e, com isso, prometem paralisar todo o sistema na próxima terça-feira (22).

Segundo Maercio Ferreira, há uma decisão da Justiça que inibe a fiscalização e considera isso muito preocupante para a categoria. “Quem está autorizado e legalizado para fazer o transporte intermunicipal de passageiros somos nós, os complementares, além do convencional. Ambos regulados pela ARSAL. Então, os demais que fazem lotação estão irregulares”, afirmou.

O presidente do Sindicato afirmou que a categoria vai se dirigir até o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), cobrar uma posição do Tribunal sobre esse impasse. Ele lembrou que o transporte complementar é “obrigado a cumprir horário, ter seguro, carregar o idoso, transportar as carteirinhas e os passes livres que o Estado distribui. Fica com todas as obrigações. E o passageiro, que está pagando em dinheiro, está andando em carros clandestinos,” explicou.

Na avaliação de Maercio Ferreira a situação é preocupante, devendo chegar a um ponto que o transporte não vai mais se sustentar. “Isso preocupa o Sindicato, que vai fazer essa mobilização para que a Justiça possa corrigir esse impasse,” concluiu.

A discussão tem sido intensa, incluindo as reivindicações apresentadas para legalização do chamado “taxi lotação”. 

Deixe seu comentário

2 comentários

  • Enviado em 19/09/2020

    Por Márcia

    Vcs poderiam aproveitar a oportunidade para reivindicar o direito dos moradores de Barra Nova e massagueira, pra voltar a passar os transportes complementares por nossos municípios. Pq a gente depender de um tipo de transporte não justo. Era muito bom no tempo que tínhamos outra opção de transporte.

  • Enviado em 19/09/2020

    Por Luciano Cavalcante

    Certamente em pontos voces está certo, agora mas uma vez quem vai pagar o preço dessa paralização são os trabalhadores que querem chegar cedo no trabalho como eu né.