Prefeitura marechal
busque por título

Esportes

Globo esporte.com

02/08/2018 às 10:54

Daniel Costa valoriza campanha do CSA e destaca: 'Ninguém dava nada por nós'

Camisa 10 mantém discurso de chegar aos 45 pontos para pensar em algo a mais na Série B. Sexta-feira o Azulão recebe o Juventude 

(Créditos de imagem: Denison Roma/GloboEsporte.com)

CSA disputa na próxima sexta-feira a última partida dos jogos de ida da Série B, contra o Juventude, em Maceió. Lá se vão 18 jogos disputados, 31 pontos conquistados e a vice-liderança.

Referência no elenco, Daniel Costa disse como a conseguiu chegar a marca expressiva antes da metade da competição.

- Quando começou o campeonato, ninguém dava nada por nós. Mas nós aqui dentro sabíamos que se encarássemos cada jogo como um final poderíamos conseguir bons resultados. Então, é dessa maneira que nós temos encarado cada jogo e sexta-feira não pode ser diferente. Tem que entrar com esse espírito, com a concentração lá cima para conseguir um bom resultado.

Nós aqui dentro sabíamos que se encarássemos cada jogo como um final poderíamos conseguir bons resultados

A campanha surpreende e a cada rodada aumenta a expectativa para conseguir a meta inicial dos 45 pontos e, a partir daí, pensar em algo a mais. Daniel prefere manter a cautela e alerta que a partir de agora as coisas vão ficando mais complicadas no Brasileiro.

- Nós estamos com esse pensamento de conseguir os 45 pontos o mais rápido possível. E aí, depois disso, vamos ver o que o campeonato vai nos proporcionar. É um objetivo que foi traçado desde o início, temos que continuar com esse pensamento e, conseguindo essa vitória, vai ficar mais próximo, mas não mais fácil, porque no segundo turno as equipes vão se reforçar, estão estudando mais as outras equipes, principalmente a nossa, não vai ser fácil. Então, temos que estar cada mais concentrados para conseguir esse objetivo inicial dos 45 pontos.

O meia do CSA falou também sobre o jogo contra o Juventude e fez um alerta para o estilo de jogo dos gaúchos.

- O professor procura passar sempre [as informações dos adversários] na preleção. As características, os pontos fortes e fracos, e durante os treinamentos ele nos posiciona do que a gente vai encontrar. Mas as jogadas deles a gente vê antes dos jogos e quem tá no futebol sabe a maneira que as equipes gaúchas jogam: são equipes bem aguerridas e gostam de jogar com bolas aéreas. Então, jogando em casa, vamos impor o nosso ritmo, da maneira que temos feito, e nós esperamos assim mais uma vitória. 

Deixe seu comentário

0 comentários