Prefeitura marechal
busque por título

Esportes

gazetaweb

11/03/2020 às 08:27

Fora de casa, CRB encara Cruzeiro querendo fazer história na Copa do Brasil

Confronto será nesta quarta, às 21h30, no Mineirão; Raposa conseguiu, na Justiça, que o jogo conte com a presença da torcida 

(Créditos de imagem: Ailton Cruz)

O CRB espera fazer história na Copa do Brasil. Para isso, precisa passar o Cruzeiro, em duas partidas, na competição nacional. Já em Minas Gerais, o time regatiano treinou no CT do Galo, do Atlético-MG. A partida acontecerá nesta quarta (11), às 21h30, no Estádio Mineirão, pela 3ª fase da competição nacional.
O Galo promete vir embalado após a vitória, por 2x0, em cima do CEO, pela 5ª rodada do Alagoano. E foi contra o próprio CEO que o CRB poupou alguns de seus principais jogadores para que possam dar o máximo contra o Cruzeiro.

O time vinha de resultados desfavoráveis pela Copa do Nordeste - a derrota por 2x1, contra o Vitória, e o dramático 3x2, para o Náutico. Contudo, a "chavinha" foi virada. É hora de focar na Copa do Brasil, onde o Regatas pode chegar em um resultado histórico, caso passe do Cruzeiro (partidas de ida e volta), chegando pela primeira vez na 4ª fase da competição.

Em entrevista para a imprensa, Erik comentou sobre a importância do jogo contra o Cruzeiro. "Vamos ter uma missão muito difícil contra o Cruzeiro, que tem um grande histórico na competição. Precisamos ser cirúrgicos para sairmos com o resultado positivo", disse o atacante.

Em BH, Marcelo Cabo ainda tem dúvidas sobre as peças que estarão em campo para o jogo. Na meta regatiana, há a disputa pela titularidade, se Mardden voltará a campo ou se Victor Souza assumirá contra o Cruzeiro. Pela lateral direita, Cabo pode contar com o retorno de Lucas Mendes, que foi poupado contra o CEO, no lugar de Léo Príncipe.
Contra o CEO, Gum fez a tão aguardada estreia pelo Galo. A partida agradou o técnico do Regatas, que optou por levar Gum no lugar de Xandão, que nem chegou a ser relacionado na viagem, por escolha do treinador.

FORMAÇÃO PROVÁVEL DO CRB: Victor Souza (Mardden); Lucas Mendes (Príncipe), Gum, Ewerton Páscoa e Igor; Claudinei, Carlos Jatobá e Rafael Longuine; Luidy, Erik e Léo Gamalho.

HISTÓRICO CRB X CRUZEIRO

O primeiro jogo entre as equipes aconteceu há 50 anos, em 1970, onde a partida terminou empatada. Desde então, CRB e Cruzeiro se enfrentaram seis vezes (antes do jogo desta quarta), e a vantagem é do time Celeste: foram quatro vitórias e dois empates.

Entretanto, o número de confrontos aumentará em 2020, somando mais quatro confrontos: dois pela Copa do Brasil e dois pela Série B do Brasileirão. E, mesmo que o retrospecto do Galo não seja bom diante do adversário, o clube regatiano pode se aproveitar do momento frágil que o Cruzeiro está passando neste ano, com o rebaixamento para a Série B, a crise nos corredores no Ninho da Raposa, as rescisões de jogadores e, por fim, a derrota por 2x1, no clássico contra o Atlético-MG.

CRUZEIRO

Equipe mineira não vem passando por um bom momento em 2020. Após ser rebaixado para a Série B, o Cruzeiro está com dificuldades financeiras, causando o desligamento de vários atletas por conta de salários atrasados. A premiação por passar de fase na Copa do Brasil, a bagatela de R$ 2 milhões, viria a calhar. Contudo, os problemas do time vão além dos financeiros.
No Campeonato Mineiro, o Cruzeiro não está entre os quatro melhores colocados, perdendo a vaga no G4 para o maior rival, o Atlético-MG, na derrota por 2x1, no último sábado.

A partida contra o CRB, pela Copa do Brasil, seria em portões fechados, mas o Cruzeiro conseguiu um efeito suspensivo no STJD que adia a punição. O time celeste foi punido por conta da confusão que teve no jogo contra o CSA, no Brasileirão de 2019. A Raposa será penalizada por três partidas em competições organizadas pela CBF (Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro Série B).

POSSÍVEL ESCALAÇÃO DO CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Cacá, Léo e João Lucas; Filipe Machado e Jadson; Maurício, Everton Felipe e Thiago; Marcelo Moreno.

ARBITRAGEM:

O árbitro central será Sávio Pereira Sampaio (DF). Ele terá como assistentes Daniel Henrique da Silva e José Reinaldo Nascimento Junior, ambos também do Distrito Federal. O quarto árbitro será Antonio Marcio Teixeira da Silva (MG). E o analista de campo, Sandoval Franco Ferreira (MG). 

Deixe seu comentário

0 comentários