Prefeitura marechal
busque por título

Santana do Ipanema

Al24hs

15/08/2018 às 17:14

Jovem é arrastada até o quarto e morta a tiros após discussão com companheiro

 
Jovem foi morta supostamente pelo companheiro dentro do quarto

(Créditos de imagem: Arquivo Pessoal) Jovem foi morta supostamente pelo companheiro dentro do quarto

A Polícia Civil deve iniciar as investigações que aponte para a resolução de um homicídio que teve como vítima uma jovem de apenas 18 anos que foi morta a tiros dentro de casa após uma discussão com seu companheiro na noite desta terça-feira, 14, no bairro Lagoa do Junco, na cidade de Santana do Ipanema, no sertão alagoano.

De acordo com a polícia, Janaína Ferreira da Silva, 18 anos, foi atingida por disparos de arma de fogo e não resistindo entrou em óbito antes do socorro.

As informações da polícia dão conta que populares chegaram a destacar que a jovem teria entrado em uma discussão com seu companheiro momentos antes de ser executada. É da polícia a informação de que ela teria sido arrastada até o quarto e executada com vários tiros.

A identidade do acusado não foi divulgada pela polícia, porém ele foragiu do local do crime tomando destino ignorado. O caso será investigado por agentes da Delegacia de Polícia Civil da cidade.

O corpo foi recolhido por agentes do Instituto Médico Legal para os devidos procedimentos.

Após a morte da jovem ter sido divulgada, a Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (SEMUDH) enviou nota de repúdio e disse que se coloca a disposição da família da vítima.

Veja a nota na íntegra:

Em atenção ao caso de assassinato da jovem Janaina Ferreira da Silva, de 18 anos, em Santana do Ipanema, ocorrido em 14/08/2018, tendo como acusado o companheiro da vítima, que desferiu dois tiros levando-a a óbito, a Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos (SEMUDH) e o Conselho Estadual da Defesa dos Direitos da Mulher (CEDIM), vêm manifestar repúdio ao ato de feminicídio praticado contra a vítima, o qual se soma a tanto outros já ocorridos no Estado de Alagoas, o que requer do poder público e da sociedade em geral firme posicionamento e ações rápidas no sentido de coibir essa prática criminosa.

A Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos, em contato com autoridades policiais responsáveis pelo caso, tomou conhecimento de que as primeiras apurações já foram realizadas dando conta que o acusado foi identificado e já tem antecedentes criminais, bem como de que o crime foi praticado na presença do irmão da vítima, um adolescente de 13 anos, e que o relatório preliminar de apuração do crime está sendo concluído com diligências para prender rapidamente o acusado.

Por fim, a Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos se coloca à inteira disposição dos familiares para acompanhamento do caso podendo ser feito contato pelo telefone 33151792. 

Deixe seu comentário

0 comentários