busque por título

Polícia

gazetaweb

26/11/2019 às 06:26

PM acusado de estupros está inconsciente e sobrevive graças a aparelhos no HGE

Os médicos aguardam, sem previsão, que ele reaja de alguma forma ao tratamento ofertado pela equipe clínica 

(Créditos de imagem: Reprodução )

Inconsciente há cinco dias, desde que chegou no Hospital Geral do Estado (HGE), após ingerir remédios dentro do Presídio Militar, o soldado da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), Josevildo Valentim dos Santos Júnior, 40, sobrevive somente graças a aparelhos. Ele é acusado de uma série de estupros, além de, ao menos,um homicídio.

De acordo com a assessoria da unidade hospitalar, o militar depende agora somente dele próprio para viver. Sedado e entubado, o quadro de Josevildo é considerado grave e não apresenta melhoras. Os médicos aguardam, sem previsão, que ele reaja de alguma forma.

OS CRIMES

Josevildo confessou que raptou, estuprou e matou a jovem Aparecida Rodrigues Pereira, no último dia 15 de outubro. Na mesma ocasião, ele também raptou o namorado da jovem, o fez assistir os abusos contra a companheira e depois tentou matá-lo. Identificado com Agnilson, o jovem conseguiu fugir e pedir socorro no HGE.

No hospital, o sobrevivente reconheceu Josevildo como autor dos crimes. Segundo a polícia, Josevildo chegou a pagar alguém para matar o jovem dentro do HGE. A pessoa contratada não fez tal serviço e ainda denunciou Josevildo para a polícia.

A exposição do caso na mídia fez com que outras mulheres supostas vítimas de Josevildo procurassem delegacias para reconhecê-lo e narrar os fatos cruéis cometidos pelo militar. Recentemente, a Justiça aceitou uma nova denúncia contra Josevildo, desta vez sendo a vítima da cidade de Marechal Deodoro. Outras dezenas de casos, supostamente cometidos por Josevildo, ainda são investigados. 

Deixe seu comentário

0 comentários