busque por título

Polícia

Al24hs

31/07/2020 às 21:05

Polícia prende 18 pessoas da mesma família por diversos crimes em Alagoas

 

(Créditos de imagem: Alberto Lima/acta )

Pelo menos 18 pessoas da mesma família foram presas, nesta sexta-feira, 31, acusadas de integrar uma organização criminosa responsável por vários crimes no município de Penedo (AL) e cidades circunvizinhas.

A Operação, intitulada Grande Família, foi desencadeada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), unidades da Polícia Militar e da Polícia Civil e resultou na prisão de 22 pessoas. Destas, 10 são mulheres e 18 são membros da mesma família.

De acordo com informações da SSP/AL, diversos homicídios na região de Penedo foram cometidos pelo grupo criminoso. Eles também são investigados por envolvimento no tráfico de entorpecentes.

“Vários homicídios ocorridos naquela região foram cometidos por esta organização criminosa, que visava expandir suas atividades. Mais uma vez conseguimos tirar de circulação estes criminosos. Outro fato que chama a atenção é o número de mulheres presas. Esta semana deflagramos a segunda fase da Operação Flashback e um dos núcleos era composto por mulheres. Fica evidente que infelizmente as mulheres estão cada vez mais se envolvendo em práticas criminosas”, pontuou o secretário de Segurança Pública, Lima Júnior.

Os acusados são alagoanos, mas foram presos em Garanhuns, agreste de Pernambuco. Eles comandavam o grupo à distância e tentavam evitar serem presos, já que um deles possuía mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça do Estado de Sergipe.

Durante a operação, os policiais civis e militares – coordenados pelos delegados Gustavo Henrique, da Deic, Gustavo Xavier, da Delegacia de Penedo, e pelo tenente-coronel Silva Júnior, comandante do 11º BPM – cumpriram 23 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Nas buscas, foram apreendidos diversos celulares, uma motocicleta, drogas, munições, um notebook, um revólver calibre 38 e R$16 mil em espécie. A Polícia Civil acredita que o valor é fruto do tráfico de drogas.

A população pode colaborar com o trabalho da Segurança Pública e repassar informações sobre esta e outras organizações criminosas, por meio do Disque Denúncia 181. A ligação é gratuita e o sigilo garantido. 

Deixe seu comentário

0 comentários