Prefeitura marechal
busque por título

Polícia

G1/AL

11/11/2020 às 10:10

Policiais civis de Alagoas paralisam as atividades por 48 horas

Mobilização afeta registro de ocorrências, cumprimento de mandados e outros serviços. Segundo o sindicato, falta diálogo por parte do governo para as reivindicações da categoria. 

(Créditos de imagem: Divulgação )

Policiais civis de Alagoas iniciaram nesta quarta-feira (11) uma paralisação de 48 horas. Segundo o sindicato da categoria, falta diálogo por parte do governo sobre reivindicações como valorização e melhorias das condições de trabalho.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) às 9h20 e aguarda retorno sobre a cobrança dos policiais.

A paralisação teve início por volta de 8h30. Com isso, será realizado apenas um flagrante por vez com a presença do delegado, não serão realizadas oitivas (interrogatórios, depoimentos e declarações) e não serão feitos Boletins de Ocorrência (com exceção de BOs de estupro, Serviço de Verificação de Óbitos, flagrantes e homicídios).

Os agentes também não irão às ruas para o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão, bem como não irão para operações policiais.

Os trabalhos só devem ser retomados na sexta-feira (12).

Nas primeiras horas da mobilização, a categoria fez um ato em frente à Central de Flagrantes I, em Maceió.

"O governador concedeu reajuste salarial aos delegados, aos policiais militares e acatou reivindicações de várias categorias da segurança pública, mas trata com descaso os pleitos dos policiais civis", disse o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário. 

Deixe seu comentário

0 comentários