Prefeitura marechal
busque por título

Polícia

AL24HS

21/06/2022 às 06:34

Suspeitos de envolvimento em assaltos a motoristas por aplicativos são presos em Maceió

Polícia investiga se acusados estão envolvidos em tentativa de latrocínio contra Alayne da Silva Oliveira. Uma mulher foi liberada e três permanecem presos. 

(Créditos de imagem: Divulgação)

Três pessoas estão presas acusadas de participação em assaltos a motoristas por aplicativos na parte alta da cidade. Inicialmente, quatro foram presos pela Polícia Civil e encaminhadas para a Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), mas uma mulher já foi liberada por falta de indícios.

A Polícia desconfia que eles podem ter envolvimento com a tentativa de latrocínio contra a motorista de 28 anos, Alayne da Silva Oliveira, que foi baleada após ser sequestrada na noite deste domingo (19).


De acordo com o delegado Sidney Tenório, responsável pelo caso, quatro pessoas, dois homens e duas mulheres, foram detidos no Village Campestre, no bairro Cidade Universitária, suspeitos de envolvimento em assaltos a motoristas de aplicativo que ocorreram na madrugada do sábado para domingo na mesma região do assalto contra Alayne.


“Estes dois assaltos já estavam sendo investigados durante o domingo e quando soubemos deste outro assalto – contra Alayne – intensificamos as investigações e, no final da manhã de hoje, chegamos a casa onde eles estavam. Uma mulher já foi liberada, mas os outros três foram presos em flagrante por terem sido reconhecidos pelas vítimas”, explica.

Ainda de acordo com o delegado, é possível que eles tenham envolvimento com o caso desta madrugada por causa do modus operandi. “Há muitas similaridades. O principal alvo eram motoristas de aplicativo e eles agiam com uma mulher solicitando a corrida e depois outras pessoas apareciam e anunciavam o assalto. Eles já estão presos e depoimentos de testemunhas e da própria Alayne, assim que ela melhorar, serão colhidos para elucidar o caso.”

No último mês, a quantidade de assaltos contra motoristas de aplicativos têm chamado a atenção das autoridades policiais. No início do mês de junho, o motorista de aplicativo Daniel Rubens Pereira Brandão, de 30 anos, foi assassinado no bairro Rio Novo, dentro do próprio veículo após aceitar uma corrida e a o terceiro suspeito foi preso nesta segunda-feira, 20.

Terceiro suspeito de matar motorista por aplicativo se entrega à Polícia




Em boletim médico, divulgado no início da noite desta segunda-feira, 20, o Hospital Geral do Estado (HGE) informou que o estado de saúde de Alayne da Silva Oliveira é considerado estável e ela está em observação após procedimento cirúrgico. Confira a nota na íntegra:

Boletim Médico
Alayne da Silva Oliveira
Atualização: 20/06/2022, às 18h07

O Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, informa que a paciente Alayne da Silva Oliveira, de 28 anos, está em observação na Recuperação Pós Anestésica (RPA) e seu quadro de saúde é considerado estável. Ela chegou nesta segunda-feira (20), às 8h53, com ferimento causado por arma de fogo na cabeça e foi submetida a procedimento cirúrgico no crânio.

 

Deixe seu comentário

0 comentários