Prefeitura marechal
busque por título

Saúde

asscom

24/11/2017 às 06:45

Falcão 05 leva adolescente para transplante no Rio Grande do Norte

Jovem está sendo acompanhado desde maio de 2016 por uma equipe oncopediátrica da Santa Casa de Misericórdia 

(Créditos de imagem: Divulgação)

Mãos que se juntam para salvar vidas. Graças a esse compromisso, o adolescente P.B.S., 17 anos, portador de Leucemia Mieloide Aguda (LMA) foi levado, na manha desta quinta-feira (23), pela equipe aeromédica do Falcão 05, para a unidade de saúde Natal Hospital Center, no Rio Grande do Norte, onde será submetido a um transplante de medula óssea. O procedimento foi viabilizado pela médica Luana, oncopediatra da Santa Casa de Misericórdia de Maceió.

O jovem está sendo acompanhado desde maio de 2016 por uma equipe oncopediátrica da Santa Casa de Misericórdia, unidade Farol, que utilizou várias alternativas medicamentosas para controlar a carência de plaquetas e hemácias.

No entanto, a situação de P.B se agravou restando como opção o transplante de medula.

“A doutora Luana agilizou todo processo em relação ao procedimento cirúrgico no outro estado e nós, com o apoio do Samu do Rio Grande do Norte rumamos para salvar mais uma vida”, afirma o coordenador médico do Samu, Maxwell Padilha.

Conforme o acordado entre as equipes socorristas dos estados, o Falcão 05 pousa no heliponto do Hospital Walfrido Gurgel, que fica a 19 minutos do Natal Hospital Center para onde o adolescente será levado por uma ambulancia do Samu.

“O paciente não poderia ir de avião por causa da pressurização e nem de ambulância por causa do longo tempo que iria ficar sem tomar plaquetas”, explica Padilha.

Para a Medicina, o número normal, inicial, de plaquetas é de 150.000 a 450.000 e o adolescente, no momento, possui apenas 5000. O que exige o transplante de medula. 

Deixe seu comentário

0 comentários