Prefeitura marechal
busque por título

Saúde

gazetaweb

12/04/2018 às 07:21

Sesau diz que não há motivo para alarde por causa do vírus H3N2 em AL

Vírus, que é mutação do Influenza, pode ser combatido com vacina, que é gratuita

(Créditos de imagem: Ilustração)

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) destacou, na tarde desta quarta-feira (11), que não há necessidade de alarde diante da notícia de que um caso de pessoa infectada pelo vírus H3N2 foi registrado em Alagoas. O fato aconteceu no último mês de fevereiro e a pessoa já está recuperada. O vírus circula no estado desde 2014.

O vírus H3N2 é uma mutação do Influenza e pode ser combatido por meio da vacina, que é gratuita e oferecida nos postos de saúde. A próxima campanha de imunização contra a doença vai começar no final deste mês, em data ainda a ser definida.

Dados da Sesau apontam que em 2016 foram registrados 52 casos de Influenza, e 10 no ano de 2017. Já este ano, foram cinco casos de Influenza, sendo quatro da versão H1N1 e um do H3N2. Com a chegada dos dias mais frios, é esperado que o vírus Influenza, causador da gripe, comece a circular com mais intensidade em 2018, o que acende o alerta das secretarias e órgãos ligados à Saúde, sobretudo, diante dos casos registrados.

Segundo o último informe epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, 13 estados brasileiros já registraram um total de 57 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, causado pelo H3N2. Do total, dez pacientes morreram, sendo três em São Paulo.

Só nos Estados Unidos, ele infectou mais de 47 mil pessoas no último surto e provocou diversas mortes, principalmente de crianças e idosos. Em todo o Brasil, o vírus já provocou a morte de quase dez pacientes.

A circulação do H3N2 no Brasil não é novidade. Segundo a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, a biomédica Regiane de Paula, esse vírus da gripe trafega pelo país há bastante tempo. Ela reforça ainda que a vacina que será distribuída na campanha deste ano protege contra o vírus. "Ela já tem o H1N1, o H3N2 e também um subtipo do Influenza B na composição", tranquilizou.

 

Deixe seu comentário

0 comentários