busque por título

Tecnologia

Agência Alagoas

22/07/2020 às 07:51

É falso que álcool gel em chave tenha causado incêndio em veículo

Boato se iniciou em Belém, capital do Pará, onde Bombeiros negaram que o uso de álcool gel em veículos tenha sido a causa de qualquer incêndio nos últimos meses 

(Créditos de imagem: Divulgação )

Circula em grupos de WhatsApp de Alagoas uma imagem com um texto afirmando que um carro teria incendiado após o proprietário dar partida utilizando uma chave que havia sido limpa com álcool gel. A história é falsa.

“Não higienize a chave do carro com álcool gel ou líquido 70%. Muitos acidentes estão ocorrendo por isso. O incêndio que houve em uma garagem, em Belém, foi decorrente de uma chave que foi higienizada com álcool gel, que, ao ser colocada na ignição do veículo gerou uma faísca e incendiou o carro e vários outros estacionados próximo”, diz um trecho da mensagem.

Sem qualquer relação com a cidade de Belém, localizada no Agreste alagoano, o boato se iniciou em Belém, capital do estado do Pará, região Norte do país, onde um incêndio realmente acabou destruindo diversos carros em um estacionamento.

No entanto, militares do Corpo de Bombeiros daquele estado negaram que o uso de álcool gel em veículos tenha sido a causa de qualquer incêndio ocorrido nos últimos meses. Além disso, o síndico do prédio onde o incêndio ocorreu afirma que o condutor do veículo em momento algum fez uso de álcool gel na chave ou em qualquer outra parte do veículo.

De acordo com o supervisor técnico da área automotiva do Senai Alagoas, Ailton Silva, não é possível que um incêndio ocorra a partir da chave de um veículo. “O habitáculo da chave não tem contato elétrico. Existe um computador que está ligado a esse habitáculo por uma haste que faz o contato elétrico, que é fechado quase que hermeticamente. A partida do carro só existe depois do contato fechado. Se o contato já está fechado não existe possibilidade de ignição”, esclarece.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. 

Deixe seu comentário

0 comentários