Prefeitura marechal
busque por título

Tecnologia

Olhar Digital

20/09/2018 às 06:35

Facebook constrói 'sala de guerra' para acompanhar eleições ao redor do mundo

 

(Créditos de imagem: Jason Henry / The New York Tim)

Depois que agentes russos foram pegos manipulando o algoritmo do Facebook para interferir nas eleições dos Estados Unidos, a rede social está redobrando seu cuidado com relação a fake news e campanhas enganosas. É tanto que a empresa de Mark Zuckerberg está construindo uma "sala de guerra" em sua sede na Califórnia.

O espaço tem 7 por 10 metros e fica localizado entre os blocos 20 e 21 no campus do Facebook no Vale do Silício. Mais de 300 pessoas trabalharam ou estão trabalhando no desenho e na construção da sala, que empregará uma equipe de 20 pessoas focadas em acompanhar eleições ao redor do mundo.

Isto inclui as eleições de 7 de outubro no Brasil e as eleições parlamentares que acontecem em novembro nos EUA. Samidh Chakrabarti, o ex-Google que agora lidera o time de "engajamento civil" do Facebook, disse que esta é a maior reestruturação da companhia desde que ela mudou o foco de desktop para mobile.

A ideia é que os engenheiros e cientistas de dados que trabalharão na Sala de Guerra possam usar ferramentas de ponta para tirar de circulação fake news, contas falsas e campanhas enganosas antes que elas façam muito estrago, sempre tendo como base os algoritmos de inteligência artificial empregados hoje.

Uma das "armas" desta Sala de Guerra é um software que "ajuda a rastrear informações que circulam pela rede social em tempo real", segundo o relato de Sheera Frenkel e Mike Isaac, dois jornalistas do The New York Times que tiveram acesso exclusivo (porém limitado) ao novo espaço no campus do Facebook.

O software em questão cria painéis com gráficos gerados automaticamente e que se adaptam às necessidades dos engenheiros na sala. O programa começou a ser desenvolvido em dezembro do ano passado, antes das eleições especiais em Alabama, nos EUA. A mais nova versão será inaugurada em setembro, a tempo de acompanhar as eleições no Brasil.

Chakrabarti lidera a Sala de Guerra e reporta as atividades do grupo em reuniões frequentes, várias vezes por mês, aos líderes de engenharia e produto do Facebook. Entre eles Mark Zuckerberg e Sheryl Sandberg, os dois principais chefes da companhia. O espaço será oficialmente inaugurado na próxima segunda-feira, 24.

 

Deixe seu comentário

0 comentários