Prefeitura marechal
busque por título

Tecnologia

TechTudo

30/10/2021 às 07:53

Visualização única no WhatsApp: o que você deve saber sobre a nova função

Fotos temporárias têm prazo de validade e não ficam armazenados na galeria do destinatário, mas nada impede que ele tire print da imagem e consiga gravar a foto 

(Créditos de imagem: Divulgação)

O WhatsApp liberou para todos a função que permite enviar fotos e vídeos de visualização única nos aplicativos para Android e iPhone (iOS). O recurso deixa compartilhar imagens que se autodestroem após o destinatário abrir o arquivo pela primeira vez, não permitindo que ele acesse a mídia posteriormente. A funcionalidade, no entanto, tem algumas particularidades que precisam ser entendidas para que seu uso não seja prejudicial para o remetente.

👉 VEJA COMO MANDAR FOTO NO WHATSAPP COM VISUALIZAÇÃO ÚNICA




Apesar de ser uma função criada com o objetivo de enviar imagens que desaparecem rapidamente, nada impede que o contato tire prints ou faça uma gravação da tela para armazenar a foto enviada – e você não será notificado se isso acontecer. Além disso, esse tipo de mídia também pode ser enviado para grupos, mas nem sempre será possível saber quem visualizou o arquivo. Confira, a seguir, seis fatos sobre o novo recurso de visualização única do WhatsApp.


1. Não tem aviso de print

O novo recurso possui uma fragilidade que oferece certo risco para quem envia. Ao abrir uma foto de visualização única, a pessoa que recebeu pode tirar prints ou fazer uma gravação da tela para armazenar a imagem de forma definitiva no celular. E um agravante desse cenário é que o WhatsApp não notificará o remetente caso um print seja feito. Ou seja, o arquivo poderá ser acessado e replicado posteriormente sem que o seu criador tenha conhecimento.

Na página de ajuda do site oficial, o próprio WhatsApp reforça que o usuário “envie fotos ou vídeos de visualização única somente para pessoas em quem confia”. Por isso, vale ter cautela na hora de compartilhar fotos ou vídeos íntimos, nudes ou imagens confidenciais usando o recurso, pois ele pode não ser tão privativo assim.

2. A confirmação de leitura informa quando a pessoa abriu a mídia 

O WhatsApp informa quando um contato abre a imagem de visualização única, detalhando inclusive o horário em que a mídia foi aberta. No entanto, para que isso aconteça, é preciso que o destinatário tenha ativado nas configurações a confirmação de leitura do aplicativo – os “tiques azuis”. Caso a pessoa esteja com essa função desabilitada, não será possível saber se ela viu a foto ou não, nem quando isso aconteceu.

Vale deixar claro, porém, que, caso o contato esteja com a confirmação de leitura desativada, a premissa da visualização única continuará valendo, e ele só conseguirá abrir o arquivo uma única vez.

A diferença é que você não saberá quando isso aconteceu.

3. É possível restaurar o arquivo com o backup

As imagens enviadas com visualização única até podem ser recuperadas caso o usuário restaure o backup de conversas e mídias. Mas para que isso aconteça, o indivíduo não pode ter aberto o arquivo até o momento da criação do backup. Seguindo esse requisito, a mensagem ainda estará disponível para visualização após o app recuperar o histórico completo. Caso a imagem já tenha sido acessada anteriormente, ela não será incluída no backup e não existirá a possibilidade de "replay".

4. O arquivo enviado não fica salvo na galeria

O WhatsApp deixa claro que fotos e vídeos enviados com visualização única não são baixados para o celular e não ficam armazenados na galeria do celular, diferentemente de mídias comuns, que podem ser gravadas automaticamente na memória do smartphone ao ativar uma configuração prévia nos ajustes do mensageiro.

Contudo, vale lembrar que, caso a mídia seja denunciada pelo destinatário ao WhatsApp, a equipe do aplicativo terá acesso ao arquivo da visualização única. Além disso, o WhatsApp avisa que os documentos protegidos com criptografia podem permanecer nos servidores "por algumas semanas".

5. Os envios de visualização única não podem ser encaminhados

As mensagens de visualização única possuem indicativo de exclusividade e intimidade. Por isso, elas não podem ser encaminhadas para outas pessoas dentro do mensageiro, protegendo a privacidade de quem enviou e evitando que ela seja compartilhada deliberadamente em grupos, por exemplo. Da mesma forma, o arquivo não pode ser marcado como favorito no WhatsApp, nem salvo nas mídias do celular.

6. A mídia pode ser aberta em até 14 dias depois de enviada

As imagens de visualização única do WhatsApp têm prazo de validade. Se algum contato não abrir o arquivo em até 14 dias após o envio no chat, a mídia ficará indisponível na conversa, e ele não poderá mais acessar o conteúdo. Caso isso aconteça, será necessário enviar a imagem mais uma vez com a ativação da visualização única, já que o recurso não pode ser habilitado como opção padrão de envio.

Com informações de WhatsApp 

Deixe seu comentário

0 comentários