Prefeitura marechal
busque por título

Alagoas

ASSCOM

30/04/2021 às 06:24

NESTA QUARTA FEIRA (23), O FÓRUM ESTADUAL DE CONSELHEIROS TUTELARES LANÇOU A CARTA ABERTA SOLICITANDO QUE OS CONSELHEIROS TUTELARES DE ALAGOAS SEJAM VACINADOS CONTRA O COVID -19

 

(Créditos de imagem: Divulgação)

Nesta Quarta – Feira (23) o fórum estadual associado de conselheiros e ex conselheiros tutelares de alagoas entidade que atua em alagoas a 24 anos, em conjunto com o fórum colegiado nacional de conselheiros tutelares/alagoas e conselheiros tutelares de alagoas, formularam uma carta aberta direcionada as autoridades do estado de Alagoas.

Na carta a entidade cita a importância dos conselheiros tutelares na defesa dos direitos violados de crianças e adolescentes antes da pandemia e principalmente durante, e que atuam diretamente com o público em geral (crianças, adolescentes, jovens, pessoas idosas, pessoas com deficiências, em fim com a família) e todo o sistema de garantias de direitos humanos promovendo a execução de suas decisões e requisitando os serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança pública conforme artigo nº136. Inciso III, alínea “a” da lei federal nº 8.069/90.

A carta ressalta ainda que os conselheiros são do grupo de risco de contaminação da Covid-19 por realizarem as ações acima mencionadas, e que a urgência da inclusão imediata da categoria possa dar as condições de continuarem assegurando e promovendo o direito de atendimento das crianças e adolescentes, além de reduzir o risco à saúde dos profissionais e do público que são atendidos pelo órgão CONSELHO TUTELAR. Os Conselheiros vacinados poderão atuarem imunizados no atendimento de denúncias que compreende visitas a escolas, residências, abrigos institucionais e entidades de acolhimento (casas de passagens, abrigos,) entidades de recuperação de entorpecentes, de atendimento socioeducativo, a IML, a hospitais, unidades de emergências, a maternidades, a delegacias.

Disque 100 de 2019, apontam que, das mais de 80.000 denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes, 52% ocorreram na casa da vítima, e que 69% das violações são continuadas, isto é, acontecem diariamente. Portanto, ao longo da pandemia, muitas crianças e adolescentes foram mantidos em casa com aqueles que violam seus direitos, muitos deles, sofrendo violência contínua. Segundo a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Sistema de Informação para Infância e Adolescência (SIPIA) registrou 151.335 atendimentos em 2020, número expressivo e que demonstra o compromisso dos Conselheiros Tutelares com a proteção dos direitos das crianças e adolescentes.

FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DOS CONSELHEIROS TUTELARES

A frente parlamentar em defesa dos conselheiros tutelares que é uma comissão de deputados federais, que tem como vice presidenta a deputada federal Tereza Nelma Alagoas , protocolaram nesta segunda feira (26) documentos solicitando ao ministério da saúde, ao governo de alagoas e secretária estadual de sáude de alagoas, que os conselheiros de alagoas e do Brasil fossem incluídos no plano de vacinação.

Atualmente FEACECTAL entidade que representa os conselheiros tutelares de alagoas é presidida pela ex Conselheira Tutelar Jailda Morais do município de Capela – AL, a mesma é representante do FCNCT em Alagoas. Segue abaixo a carta aberta na íntegra.
 

Deixe seu comentário

0 comentários