busque por título

Marechal

Redação com informações Rodolfo F. Alves Pena

12/02/2024 às 07:20

VIDEO: Vórtices Ciclônicos de Alto Nível, atinge Marechal Deodoro e causa prejuízos

 

(Créditos de imagem: Real Deodorense)

Por volta das 3:30hs deste domingo dia 11 de fevereiro de 2024 uma tempestade com ventos fortíssimos atingiu o município de Marechal Deodoro causando diversos estragos em Marechal Deodoro.

Um Vórtices Ciclônicos de Alto Níveis, causaram Ventos que passaram de 100kms por hora atingiram diversos bairros do Município.

Telhados foram destruídos, tampas de caixa d’água arrancados, fios partidos, arvores caídas foram alguns prejuízos registrados na madrugada.

Os fortes ventos duraram aproximadamente 30 Minhotos e a cidade ficou sem o fornecimento de energia elétrica e sem serviço de internet até o final da tarde do sábado.

O que é o vórtice ciclônico de altos níveis (VCAN)
O vórtice ciclônico de altos níveis (VCAN) é uma área onde os ventos nos níveis mais altos da atmosfera giram no sentido horário, fazendo com que o ar seco desses níveis mais altos desçam para a superfície. Dessa forma, o VCAN funciona como uma massa de ar seco para as áreas que estão mais próximas ao seu centro. Já nas bordas deste sistema, ocorre formação de nuvens, geralmente cumulonimbus.

Diferença entre ciclone, tornado, furacão e tufão
Ciclone, tornado, furacão, tufão... é uma coleção de nomes sobre o que é, aparentemente, um mesmo fenômeno atmosférico: uma forte onda de ventos que se apresenta em formato giratório ou circular e que é bastante destrutiva. No entanto, esses nomes referem-se a tipos e especificidades que, em alguns casos, são completamente distintos entre si.

Como tufão e furacão são dois subtipos de ciclones, vamos, primeiramente, tentar entender a diferença entre ciclone e tornado:

Ciclone – refere-se a um movimento de ar giratório que se apresenta em uma grande área, envolvendo centenas de quilômetros. Costuma apresentar ventos com velocidades iguais ou superiores a 120 km/h e é bastante destrutivo, pois atinge um grande número de áreas.

Tornado – também é um movimento de ar giratório, mas que se estabelece em uma área menor, embora se apresente em velocidades maiores, que giram em torno dos 500 km/h ou mais. O grau de destruição do tornado, nos pontos onde passa, é até maior que o do ciclone, porém atinge uma área mais restrita.

Uma boa maneira de compreender a diferença entre ciclone e tornado é imaginar que um ciclone não pode ser visto a olho nu de forma que o observador contemple toda a sua extensão, pois isso só é possível com imagens de satélite. Afinal, ele pode alcançar os 1500 km de diâmetro. Por outro lado, os tornados são perfeitamente visíveis diretamente (tal qual a imagem no início deste texto), uma vez que seu diâmetro não costuma ultrapassar os 2 km.

Os ciclones dividem-se em tropicais e extratropicais. Os últimos ocorrem em áreas de latitudes médias, por um sistema de baixa pressão e sem calor em seu núcleo; já os primeiros apresentam-se em áreas tropicais, por um sistema de alta pressão e com grande calor em seu núcleo. Dessa forma, tufão e furacão são dois tipos de ciclones tropicais.

A diferença entre furacão e tufão é apenas a localização geográfica onde ocorrem, pois receberam nomes distintos nas diferentes regiões em que se apresentaram.

Furacão – forma-se no Oceano Atlântico ao norte, no Mar do Caribe, no Golfo do México e no Oceano Pacífico próximo ao litoral da América do Norte.

Tufão – forma-se no Oceano Pacífico a leste da Linha Internacional de Data, próximo ao Japão, ao sul da Ásia e também na porção leste do Oceano Índico.
Observação: quando um tornado se forma sobre o oceano, recebe o nome de tromba d'água.






 

Deixe seu comentário

0 comentários