Prefeitura marechal
busque por título

Polícia

Al24hs

10/03/2021 às 08:41

Bacharel em direito é assassinado a tiros na porta do Fórum do Barro Duro

Vítima foi socorrida pelo Samu ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas chegou à unidade sem vida 

(Créditos de imagem: Jorge Farías )

O bacharel em direito José Benedito Alves de Carvalho foi baleado, na tarde desta terça-feira, 9, na saída do Fórum do Barro Duro, onde acompanhava a esposa, a advogada Maricélia Schelemper.

De acordo com informações da polícia, o autor dos disparos é um homem de nacionalidade italiana que participava de uma audiência de conciliação, na Vara de Família. Revoltado com o resultado, o autor dos disparos atentou contra a vida da advogada da sua ex-companheira.

A polícia disse ainda que no primeiro momento a arma falhou, no entanto, ele conseguiu deflagrar um segundo disparo que atingiu José Benedito.

A prisão do italiano ocorreu em flagrante. Equipes do Batalhão de Eventos e até a Cavalaria estiveram no local.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também esteve no local e socorreu a vítima até o Hospital Geral do Estado (HGE), no bairro do Trapiche da Barra. A assessoria da unidade confirmou que a morte do homem, que já teria chegado sem vida.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Alagoas, emitiu nota oficial a respeito do caso:

NOTA OFICIAL

A OAB Alagoas informa que a vítima de disparos de arma de fogo em frente ao Fórum do Barro Duro, na tarde desta terça-feira (9), é bacharel em Direito e esposo de uma advogada que estava no local para participar de uma audiência.

Ainda não há informações acerca de detalhes do ocorrido e do estado de saúde da vítima.

A Ordem salienta que o episódio de violência ocorrido durante o exercício profissional da advocacia é um atentado contra a democracia e ao Sistema de Justiça. O presidente da OAB-AL, Nivaldo Barbosa Jr., e a Diretoria de Prerrogativas estão acompanhando o caso. A Ordem se mantém vigilante na defesa dos direitos e na preservação da integridade da advocacia e da sociedade.

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) também se manifestou sobre o incidente. Confira na íntegra:

Sobre o ocorrido hoje (9), no Fórum da Capital, informamos que o italiano Pasquale Palmeri tinha uma audiência de conciliação, marcada para às 17h30, na 22ª Vara Cível da Capital – Família. Tratava-se de um processo de divórcio, que corre em segredo de justiça.

Os tiros foram disparados no estacionamento do Fórum da Capital, após desentedimento do italiano com as advogadas do processo.

A vítima, que seria marido de uma das advogadas, foi socorrida pelo SAMU e o acusado preso pela Guarda Judiciária. 

Deixe seu comentário

0 comentários